contato@conectadoscomdeus.net        0800 222 1515

Blog

6 Dicas de como preparar um sermão

Categoria: Conectados com Deus

Pregar é uma arte. Ainda mais quando se tem conhecimento sobre o assunto. Escrevemos nesse artigo dicas de ouro para você que deseja saber mais sobre como construir um sermão que alimentará a congregação, e convencerá corações ao evangelho! Leia!

Pregar não é apenas pegar o microfone e falar o que vem à mente no momento. A habilidade de falar em público é um dom precioso, mas que pode ser desenvolvido de forma prática e eficaz, sendo necessária apenas uma base organizada do que será dito de forma interessante e progressiva, afinal, todo bom pregador precisa consequentemente de um bom sermão.

Entende-se que o sermão é a palavra de Deus sendo transmitida pelo homem como meio de veiculação, pautada na Bíblia, é o esboço da pregação direcionada a um grupo social. Essa Palavra é apresentada naturalmente às pessoas na linguagem atual e propagada pelo agente humano preparado para isto. Para isto, precisa-se de toda uma estrutura bíblia sistemática.

Nesse artigo vamos sintetizar as formas mais eficazes para construir um sermão que impressionará corações e que pelo poder de Deus, transformará vidas! Confira as dicas, tenha conteúdo sólido e apresentação convincente baseado na palavra de Deus!

1-Escolha bem o título e o texto
Existem três tipos básicos de sermão: Textual, temático e expositivo. É importante saber o contexto ou a historicidade do(s) versículo(s), independente da escolha do tipo, para fazer uma boa aplicação mais adiante. Leia várias vezes o texto e o transcreva em uma folha com suas próprias palavras e compare com outras traduções. Procure compreender bem o que quer passar, entenda o texto que deseja fundamentar sua pregação e reflita no tema para criar a conexão e uma linha de raciocínio, incluindo outros textos para sustentar o que foi exposto, facilitando a compreensão do ouvinte.

2- Separe seu sermão em: Introdução, desenvolvimento e conclusão
É muito importante não revelar a ideia central logo no começo ou mesmo no título do sermão. Precisa-se traçar os caminhos. Por isso desenvolva essas três etapas para expor o assunto. Na introdução, geralmente sugere-se que comece com o contexto histórico do versículo ou mesmo com uma ilustração. No desenvolvimento, procure subdividir em até 3 tópicos. Nesses tópicos, procure abordar os aspectos importantes e o objetivo bem explicado de cada um deles. Na conclusão, procure sintetizar todo o sermão, relembrando em poucos momentos o que foi falado para fixar na mente da congregação. E por fim, faça um apelo para que os ouvintes tomem a sua decisão ao lado de Cristo.

3-Seja natural e simples
Jesus é o maior pregador da história. Suas palavras são tão fortes que até hoje converte milhares de pessoas. Mas sua linguagem era simples; fácil de tal forma que até mesmo as crianças podiam entender o que Ele estava a comunicar. Não traga para o sermão muitas ilustrações, textos ou linguagem complicada de entender. Não canse as pessoas com longas leituras e informações. Tenha moderação e estude o seu público para saber como convém falar. Assim, seja qual for o grau de intelectualidade das pessoas para quem vai falar, sairão alimentadas com a certeza do amor de Deus e seu interesse em salvá-las.

4-Apresente sempre as soluções
A Bíblia está cheia de histórias maravilhosas, mas também há algumas partes tristes em seu conteúdo. Se ela trouxesse apenas coisas boas, não veríamos esperança para nós, já que somos tão pecadores como aqueles que nos ouvem em uma pregação. Se trouxesse a parte ruim apenas, também não haveria motivação para nos incentivar a seguir. Use em seu sermão o lado ruim, mas sempre mostre o lado bom, a solução. Jesus sempre é a solução e Ele deve estar sempre presente em cada sermão.

5-Viva aquilo que prega 
Quando Jesus falava, conforme mencionado (Jo 7.46) “Nunca homem algum falou assim como este homem". As pessoas o ouviam porque Ele tinha autoridade ao expor as verdades eternas. Isso acontecia devido Cristo viver cada sermão que pregava. Devemos seguir o seu exemplo. Por nossa vida em conformidade com aquilo que escrevemos e falamos com base na Bíblia para que as palavras escritas e faladas tenham poder, evitando cair na incoerência de ser reprovado pelas palavras de quem fala e não vive.

6-Busque o ouro
Muitas vezes ficamos sem saber que assunto trazer às pessoas, mas a Bíblia está cheia de narrativas e lições maravilhosas. Salomão também não se considerava sábio, foi por esse motivo que pediu a Deus entendimento. Entendia que Nele estava escondido os tesouros do saber, e Deus resolveu escondê-los nas escrituras. É preciso cavar fundo para achar as verdades abrangentes e sólidas. Geralmente se faz sermão daquilo que nos interessa na Bíblia. Ao manter comunhão diária com Deus, os assuntos que lhe impressionam a mente se transformarão em ótimas pregações, pois abordará aquilo que lhe toca, e que alcançará outros corações. O Espírito Santo está disposto a iluminar a mente, a partir do momento em que há uma disposição em aprender dEle

Por fim, é importante ter em mente que o objetivo do sermão é facilitar a compreensão das escrituras através de uma organização lógica que fará com que pessoas outrora longe de Deus sejam persuadidas a aceita- Lo, vindo a ser obediente através do Espirito Santo e argumentos convincentes.

Comece agora mesmo a fazer o seu sermão! Gostou das dicas? Compartilhe com outros pregadores!