contato@conectadoscomdeus.net     

Blog

Por que existem 4 Evangelhos?

Categoria: Conectados com Deus

Você já parou para pensar o porque de existir quatro evangelhos com praticamente as mesmas histórias na Bíblia? Veja aqui!

“Sim, o que vimos e ouvimos, isso vos proclamamos...” (1 João 1:3).

Se a história de Jesus é uma só, por que existem 4 evangelhos? Por que eles se diferem entre si? Por que não apenas um evangelho, escrito por uma única pessoa?

Muitas perguntas surgem sobre o motivo de existir 4 evangelhos contando a trajetória de Jesus na Terra. Algumas pessoas chegam até a duvidar da veracidade desses acontecimentos, devido a algumas aparentes divergências entre as narrações. Embora possa, a princípio, não fazer sentido a existência de 4 evangelhos, com o tempo você verá que todos são necessários, verdadeiros e se complementam.

Por que quatro?

Os evangelhos não foram escritos por Jesus, mas foram fruto da inspiração do Espírito Santo na mente daqueles que tiveram contato ou tomaram conhecimento de Sua vida. Mateus e João foram discípulos de Jesus. Já Marcos e Lucas, que não foram discípulos, levantaram informações e ouviram a narração dos fatos por testemunhas oculares da vida de Jesus.

Como cada ser humano tem uma maneira única de ver e descrever as coisas, cada um dos autores viu e escreveu os fatos da vida de Jesus de acordo com a sua visão. Se o evangelho fosse inventado, a descrição apresentada em cada um dos livros não seria tão harmônica.

Na verdade, as diferenças entre os quatro evangelhos, quando bem analisadas, não existem. O que existe é a visão de cada um do mesmo fato. Estudando os quatro livros juntos, com cuidado e oração, os pontos divergentes passam a harmonizar-se, e o que surge é um fato visto sob diferentes pontos de vista.

Divisão dos evangelhos

Outra informação importante é que os evangelhos não foram escritos ao mesmo tempo e para as mesmas pessoas. Cada um foi destinado a um público-alvo diferente, com um objetivo diferente.

Mateus escreveu aos judeus, como o objetivo de mostrar Jesus como rei, como o Messias, o Prometido. que veio salvar e libertar dos pecados .

Marcos escreveu aos romanos, apresentando Jesus como o servo da humanidade. Seu livro então tem um enfoque em Jesus como servo.

Lucas, um médico e conhecedor da fisiologia humana, escreveu aos gregos, apresentando Jesus como homem, que sentiu nossas fraquezas, sofrimentos e dificuldades. Sua visão então é voltada para a humanidade de Jesus.

João escreveu para a igreja, apresentando Jesus como Deus, não inferior mas igual ao Pai. Sua abordagem sempre acontece para a divindade de Jesus.

 

Conclusão

Existe, na verdade, somente um Evangelho Eterno, a Boa Nova, que é Jesus Cristo. Contudo, Sua doutrina e história é contada por quatro grande evangelistas: Mateus, Marcos, Lucas e João. Por isso, esses quatro livros são chamados de Evangelhos. Eles apresentam 4 visões diferentes sobre a vida do Grande Mestre, para que você possa enxergar, por diversos ângulos, a “largura, altura e profundidade do amor de Deus”.

Os que escreveram os evangelhos foram aqueles que viram e ouviram Jesus falar nesta Terra. Ele era uma Boa Nova presente na vida deles, um Salvador pessoal.

Nós não podemos mais tocá-Lo, ouvi-Lo ou vê-Lo de forma física, mas mesmo assim, Jesus pode ser um Salvador pessoal para você. Você também pode proclamar aos outros o que viu e ouviu. Basta buscá-lo, permitir que Ele tome conta da Sua vida, deixar Ele agir. Faça isso e você sentirá uma grande vontade de contar a todos sobre aquilo que viu e ouviu com os seus olhos da fé.

 

Compartilhe essa mensagem de Boa Nova com seus amigos!  

Tags: evangelhos,