contato@conectadoscomdeus.net     

Blog

Um vilão chamado álcool

Categoria: Conectados com Deus

O alcoolismo é o consumo excessivo e crônico de álcool. Esse vício merece atenção porque pode trazer inúmeros malefícios para a saúde, além de afetar a a vida em família e em sociedade. Saiba mais.

Você sabia que esse assunto também é bíblico? Continue a leitura e saiba mais sobre este grande vilão da vida.

 

1. Danos à saúde.

Nosso estômago possui uma camada de mucosa que protege contra o próprio ácido produzido nele. O álcool destrói essa camada protetora, podendo assim surgir a gastrite e a úlcera, além de outros problemas estomacais. Porém, uma das doenças mais graves causadas pelo consumo excessivo de álcool é a cirrose hepática, sendo considerada uma das principais causas de morte em indivíduos alcoólatras. Por que ela é tão grave? Porque o fígado é um órgão importantíssimo, que realiza várias funções metabólicas, entre elas o metabolismo dos detritos tóxicos do álcool e a retirada do álcool da corrente sanguínea. Quando este orgão é constantemente agredido, devido à sua sobrecarga de trabalho, pode gerar a cirrose, que é a morte e necrose de suas células, chamadas de hepatócitos. Além disso, o álcool pode acarretar também problemas no sistema nervoso central como encefalopatia hepática alcoólatra e até câncer, tanto na região orofaríngea quanto na região estomacal e do fígado.

2. O que a Bíblia fala sobre o álcool?

Podemos pensar que beber bebidas alcoólicas seja apenas uma questão social e religiosa atual, e que talvez tenha havido um certo período em que Deus aceitou tal prática. Mas ao pesquisarmos as Escrituras Sagradas, percebemos que a bebida forte também foi uma grande vilã na vida de alguns homens notáveis. Contudo, essa dificuldade por parte deles nunca significou que Deus aprovava ou aprova tal atitude.

Deus deixou bem claro que deveria haver uma distinção do que se refere ao vinho alcoólico e o puro suco da uva. São nas aparentes contradições bíblicas que encontramos algumas verdades escondidas. “O vinho é zombador e a bebida fermentada provoca brigas; não é sábio deixar-se dominar por eles” (Provérbios 20:1). “Ai dos que se levantam cedo para embebedar-se, e se esquentam com o vinho até a noite!” (Isaías 5:11). “E estes também cambaleiam pelo efeito do vinho e não param em pé por causa da bebida fermentada. Os sacerdotes e os profetas cambaleiam por causa da bebida fermentada e estão desorientados devido ao vinho; eles não conseguem parar em pé por causa da bebida fermentada, confundem-se quando têm visões, tropeçam quando devem dar um veredicto” (Isaías 28:7). Esses textos são suficientes para que acreditemos que Deus não se agrada de algo que afeta a mente e nos faz perder o controle também do corpo. Mas encontramos textos que aparentemente falam a favor da bebida como os seguintes. “E se encherão os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares” (Provérbios 3:10). “Vai, pois, come com alegria o teu pão e bebe com coração contente o teu vinho, pois já Deus se agrada das tuas obras" (Eclesiastes 9:7). Esses versos talvez possam mostrar que Deus tenha aceitado o consumo do vinho, mas estudando bem os termos e o sentido deles, percebemos que esse vinho mencionado nos textos são os não fermentados por bactérias. O bom suco da uva e o suco fermentado são diferenciados na palavra de Deus. A um Deus recomenda, e o outro já não serve para o uso. Usemos a lógica, e percebamos que não combina com as atitudes de um Deus cuidar da mente dos Seus filhos e, de repente, permitir brechas para beber e embotar os sentidos e estragar o corpo, que é o templo do Espírito Santo.

O alcoolismo é uma doença muito grave que precisa de tratamento, e toda pessoa que tem esse vício precisa procurar ajuda para se livrar desse vilão. E necesário o apoio da família e o auxílio de um profissional psicólogo ou psiquiatra, para que haja assim um suporte emocional para o sucesso do tratamento.

O álcool destrói famílias, acaba com o futuro dos jovens e rouba a pessoa de si mesma e de Deus. E o pior é que tudo começa com o “beber socialmente”.

Fuja já dessa prática. Peça a ajuda de Deus, reflita sobre essas atitudes que aparentemente parecem certa, busque uma mudança de vida e cuide com respeito da saúde do corpo e da mente. Gostou? Compartilhe!